Que tal desbravar a Savassi com a gente?

Wander Veroni
Created by Wander Veroni
On Jun 28, 2019
Help Translate This Item

O que é a Savassi?

Os quarteirões fechados da Savassi foram revitalizados e, atualmente, possuem um projeto de valorização do pedestre resgatando o tradicional comércio de rua.

A Savassi como conhecemos teve o seu nome popularizado devido a Padaria Savassi - local muito famoso na cidade e pertencente a uma família de imigrantes italianos, cujo o sobrenome deu origem ao estabelecimento. O nome "Savassi" ficou tão marcante na cidade que a região foi desmembrada do bairro Funcionários, se tornando um bairro por meio de decreto de lei municipal em 1990.

Fachada da antiga "Padaria Savassi". O estabelecimento localizado na Praça Diogo de Vasconcelos deu origem ao nome do bairro, um dos cartões postais de BH. Foto: PBH / Arquivo.

A Padaria Savassi foi inaugurada em 1939, na esquina da avenida Cristóvão Colombo com rua Pernambuco. Em 1977, os proprietários mudaram o empreendimento para a rua Rio Grande do Norte e, em 2015, para o bairro Lourdes. Atualmente, a Padaria não existe mais. No prédio original funciona uma loja de operadora de telefonia celular. Ou seja, mais um exemplo de como Belo Horizonte tem dificuldade de preservar a sua memória.

Revitalização

Alvo de polêmica e reclamações dos comerciantes por conta das obras terem durado um pouco mais de um ano, a Praça Diogo de Vasconcelos - conhecida como Praça da Savassi, na região centro-sul de Belo Horizonte, foi totalmente revitalizada em 2012. A nova configuração quis priorizar o pedestre e, ao mesmo tempo, enalteceu um talento da região: abraçar diversas manifestações artísticas tanto do seu comércio, quanto do público.

Mudança

O obelisco no centro da Praça Diogo de Vasconcelos, local que atualmente é conhecido como o bairro Savassi, em Belo Horizonte. Crédito: PBH / Arquivo.

Você sabia que o nosso Obelisco (Pirulito) da Praça 7 já esteve na Praça da Savassi? Inclusive, de 1963 a 1980, o monumento dado de presente pela Prefeitura de Betim à BH, ficava na Praça Diogo de Vasconcelos. Mas, a pedido dos moradores e comerciantes da região, ele foi transferido para a área central, mais precisamente no coração da Praça 7. O monumento sempre foi lugar de aglomeração de populares e espaço de manifestações públicas, o que não agradava os savassianos.

Agora que você sabe o contexto histórico da Savassi, bora começar o rolê?

O melhor caminho para já ir entrando no clima da Savassi, é passar pela Praça da Liberdade. Daí, é só descer a avenida Cristovão Colombo. De quebra, você já conhece um dos lugares mais bonitos da capital mineira e se prepara para conhecer a região que ficou conhecida pela sua eferverscência cultural.

Assim que você sai da avenida Cristovão Colombo e vira na rua Antônio Albuquerque, já começa ver uma linda árvore com o seu tronco todo encerado, parecendo aquelas árvores cenográficas de filme. Trata-se de uma espécie chamada de "Pau Mulato", própria das várzeas do Rio Amazonas, na América do Sul. Para saber mais sobre essa árvore exótica brasileira, clique aqui.

Placa localizada ao lado da árvore "pau mulato" como forma de explicar para o vistante a origem dessa planta tão exótica.

História viva

Logo cedo, boa parte do comércio da Savassi já está aberto. As ruas tranquilas e arborizadas mostram uma Belo Horizonte completamente diferente da área central: mais cosmopolita e enaltecendo a sua própria história. Um exemplo disso é a placa localizada na rua Antônio Albuquerque que explica para o visitante qual é a homenagem que está por detrás do nome dessa rua. Um detalhe que faz toda a diferença, não é mesmo?

Mini Cafeteria

Nosso roteiro inicia-se com um cafezinho na @CopoCafé, considerada a menor cafeteria do mundo. O local, além de oferecer um ótimo café coado também tem bolo búlgaro (feito sem farinha de trigo, apenas com cacau) . Para conhecer mais a história da menor cafeteria do mundo, clique aqui.

Mais café, por favor!

Você é desses que gosta de uma boa xícara de café? O que não falta são opções de cafeterias na Savassi para você conhecer. Arriscamos dizer que é o lugar de BH que tem mais cafeteria por metro quadrado. E, muitas delas, também possuem um espaço para a venda de livros. Uma ótima dica para reunir os amigos para jogar conversa fora e, ainda por cima, ver os lançamentos do mercado literário.

Livraria da Rua

Com as energias devidamente recarregadas com o café, seguimos para a conhecer duas livrarias. A primeira foi a @LivrariaDaRua, espaço com ótima estrutura, moderno e todo feito de estruturas geométricas de madeira. É como se fosse um grande galpão literário, no qual o visitante pode ficar à vontade para escolher os mais diversos títulos.

O local também possui uma cafeteria muito charmosa no fundo da loja e um espaço para co-working, no segundo andar. Além disso, a @LivrariaDaRua e possui uma intensa atividade cultural com lançamento de livros e shows de jazz na hora do almoço, aos finais de semana.

Outlet de Livro

Seguimos para uma outra livraria, a @OutletDeLivros. Trata-se de um local muito moderno e que trabalha com com preços tabelados de livros (R$9,90 | R$14,90 e R$19,90) sinalizados por uma bolinha colorida cada. É uma ótima dica de livraria com preços mais em conta, se formos comparar com outras lojas! É possível observar também que há a presença também de livros independentes ou que ficaram na ponta do estoque.

Mundo árabe

Com a biblioteca devidamente abastecida, bateu a fome?. Hora de um lanche. Nossa indicação é atravessar a rua e ir no @SítioSírio, para provar um kibe que é literalmente das Arábias.

Arte na rua

No meio da manhã, nossa dica é ir para o meio da Praça da Savassi e admirar as obras da Esquina da Arte, espaço de exposição ao ar livre de pinturas e outras obras, que acontece todos os sábado de 08h às 17h. 

Agora sim, hora do almoço. Curte um bom hambúrguer? Então, a nossa dica é a hamburgueria @HakunaBatata e a sua deliciosa maionese temperada. As opções do menu são bem em conta se compararmos com outras lanchonetes, principalmente o combo que vem com bebida + batata frita.

Pet friendly

Ah, um detalhe interessante: vários comércios oferecem em suas portas vasilha com água limpa para cachorros. Se seu rolê tiver a companhia de seu doguinho, vai ser mais especial ainda porque ele não vai passar sede na rua.

Na parte da tarde, a dica é se despedir da Savassi caminhando pela avenida Cristovão Colombo até a Praça da Liberdade. Além de poder conferir uma praça completamente revitalizada, a nossa dica é aproveitar a intensa programação de exposições dos museus que compõe o Circuito Liberdade.

#FicaADica A exposição “Fósseis: do mar à conquista da terra” revela como a vida se expandiu na Era Paleozoica, dos mares primitivos até o domínio terrestre, numa viagem que durou quase 300 milhões de anos. Não perca! De 27 de junho a 08 de setembro, no horário de funcionamento do Museu. Entrada gratuita.

#Enquete

Você já foi em alguns desses lugares indicados da Savassi?

SIM

NÃO

Calculating results