Playcenter está de volta reduzido.

Playcenter está de volta reduzido.

O Playcenter se tornou rotina na vida dos paulistanos entre os anos 70 aos anos 2000. Originalmente localizado em frente o parque Ibirapuera, devido ao seu sucesso acabou sendo transferido para uma área maior na marginal Tietê e assim seu sucesso se tornou esplendoroso. Com sua fácil localidade, apenas a poucos metros da estação Barra Funda, com transporte gratuito de lá até o parque e suas promoções de seus famosos passaportes da alegria, o parque virou ícone paulista e viu seu boom acontecer entre as famílias. Não era difícil encontrar quem não se arriscasse nos seus brinquedos radicais como a montanha russa alemã Lopping Star, que depois de sua descida a 25 metros de altura e chegando a 80 km, em seguida colocava seus usuários de ponta cabeça. Além de suas atrações radicais e familiares o parque sempre era marca registrada nos programas de televisão. Bozo tinha seu programa anual diretamente do parque, assim como Gugu e Eliana que tinha quadros semanais gravados no parque e em suas atrações radicais com Celso Cavallini. Mas nenhuma visita se compara como a do ano de 1993, onde o rei do pop Michael Jackson fechou o parque para se divertir com sua equipe. A visita seria totalmente discreta e secreta, mas com o vazamento da informação, vários jornalistas e fãs se aglomeraram na entrada do parque. Michael Jackson aproveitou por quase três horas as atrações da época, a mais preferida do cantor segundo relato de funcionários foi a montanha encantada, uma espécie de montanha cravada na selva de pedras chamada São Paulo, onde a magia e encantamento acontecia em seu interior. Com bonecos eletromecânicos, representava através de seu canal d’água várias cenas memoráveis, como a fantástica fábrica de chocolate e branca de neve e os sete anões. Mas o que era alegria se tornou saudades, pois em 2012 o parque fechou as portas devido a especulações imobiliárias, deixando uma legião de fãs órfãos. Para felicidade de muitos, o parque retornou em janeiro repaginado e com novo formato, trata-se do Playcenter Family. Uma versão reduzida e indoor de 5.000m², ante ao seu primogênito que chegou a ter 120.000 m², trazendo assim a experiência da diversão em família. O parque localizado dentro do shopping Aricanduva conta com diversas atrações para pais e filhos. Cerca de 90% das atrações são compostas pelas mais modernas máquinas de fliperamas e simuladores. Porém existe atrações radicais também, como diskô, um brinquedo que desliza sobre trilhos curvos e girando sobre seu próprio eixo. Destaque também vai para Clip n’Climb, um conjunto de oito paredes de escaladas e também a Sky Tower, uma torre de queda livre com 14 metros de altura contra os 57 metros do seu irmão original, o Turbo Drop. Mas quem pensa que não se tem atrações originais do parque está enganado, pois o parque conta com o original Carrossel, Autopista e barca pirata do Playcenter. O que mais agrada o público que visita o Playcenter Family é suas paredes, pois através de gravuras o visitante pode deslumbrar das principais atrações que existiam no Playcenter original. A entrada no Playcenter Family é gratuita, diferente do parque original e o visitante só paga a atração de visitar, os preços variam de 90 centavos a 20 reais, o parque ainda conta com um teatro com capacidade para 150 lugares. Seu funcionamento é dentro do shopping Aricanduva de Segunda a Domingo, das 10h às 22h.