Fechamento do Café – 6 de março

Café tem dia arrastado no Brasil com perdas em NY

O mercado brasileiro de café teve uma terça-feira de preços estáveis. Ele seguiu o compasso da Bolsa de Nova York, onde o fechamento teve poucas alterações. O dia foi novamente travado na comercialização, com negócios envolvendo pequenos volumes e com os compradores precificando no país.

Nova York

A Bolsa de Mercadorias de Nova York (Ice Futures US) para o café arábica encerrou as operações da terça-feira com preços ligeiramente mais altos. A sessão foi volátil e o mercado chegou a ter bons ganhos, ante a fraqueza do dólar contra o real e preocupações com a safra brasileira. Mas vendas ligadas a fatores técnicos pressionaram o mercado ao final da sessão, enxugando os ganhos.

Café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) – em cents por libra-peso
Café no mercado físico – R$ por saca de 60 kg

Fonte: Safras & Mercado

Dólar e Ibovespa

O dólar comercial fechou a negociação em queda de 1,16%, cotado a R$ 3,209 para compra e a R$ 3,211, para venda. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 3,207 e a máxima de R$ 3,233.

O Ibovespa encerrou com queda de 0,43%, aos 85653,02 pontos. O volume negociado foi de R$ 10,973 bilhões.